fbpx
Dicas

Como funciona o “Bike Fit”?

Saber se sua bicicleta é a mais adequada para você treinar já não se trata somente de verificar freios ou calibrar os pneus. O “Bike Fit” se relaciona a adaptações mais detalhadas e até mesmo à posição do ciclista no uso dos pedais.

É claro que uma corrente com a devida lubrificação e o ajuste de marchas são importantes, mas a angulação do seu tronco e a posição corporal são fatores importantíssimos para quem gosta de pedalar.

O “Bike Fit é um conceito aplicável a qualquer bicicleta; trata-se da adequação desse veículo à tipologia física do usuário; é uma maneira de dizer que a sua bike será totalmente adaptada a você; ficará do seu jeitinho!

É claro que não é qualquer pessoa que pode ou vai conseguir fazer todos os ajustes fundamentais que você precisa. Por isso, existe o “bike fitter”: o especialista que, usando de aparelhos de medição e outros instrumentos, será capaz de diagnosticar, por assim dizer, o que é necessário para realizar a combinação perfeita da bicicleta com o ciclista.

Bike Fit — Playtri

Esse profissional irá observar os membros superiores, tronco e membros inferiores do atleta, não somente se tratando de medidas, mas também do seu comportamento na execução do exercício.

Bike Fit é questão de saúde e performance

Quando falamos de “Bike Fit”, estamos falando de saúde. Isso porque o ajuste veicular às características biológicas do atleta não só melhora o desempenho como também evita lesões. A aplicação desse conceito ergonômico melhora consideravelmente a experiência ciclística.

Neste artigo, mostramos como o encaixe perfeito do ciclista pode influenciar até mesmo na criação de novas peças e componentes: Extension Bars Session. Se o peso está limitado, foque na aerodinâmica.

Essa maneira de olhar para o esporte, contudo, não pode ser estanque. Ou seja, não basta fazer o primeiro ajuste após a compra da bicicleta, e usá-la “eternamente”. O corpo humano é sujeito a constantes transformações. Todos nós emagrecemos, engordamos, somos medicados, passamos por situações de estresse, de alegria, dentre outras coisas.

Ciclistas que fazem dieta, por exemplo, passam por transformações diversas, porque em alguns momentos focam em aumento de massa e treinamento de sprint; já em outros momentos, o foco é a perda de massa e ganhos em subidas com a bike.

Tudo isso causa impacto no nosso organismo e geram desdobramento para o corpo. Considerando essa realidade, especialistas indicam que os ajustes do “Bike Fit” precisam ser revisados de oito e oito meses para que haja garantia de melhorias de desempenho e manutenção da saúde. Dentre os benefícios dessa prática, está a diminuição ou mesmo eliminação de dores lombares, dores na região do pescoço, pernas e mãos.

Faça ajustes na sua bicicleta baseado no seu bike fit

As principais peças da bicicleta que são passíveis de ajustes são: guidão, manetes de freio, sapatilhas, canotes, pedais, braço do pedivela e, principalmente, o selim.

Às vezes algumas dessas peças já vem “ajustadas” para o seu tipo físico. Logo, nem todos precisarão de adaptações importantes, a não ser aquelas relacionadas à angulação e à altura.

Em suma, o “Bike Fit” não é exclusividade para esportistas profissionais, mas é algo recomendado a qualquer pessoa que se interesse em pedalar com regularidade. Ao adquirir uma bicicleta, considere essa recomendação como um investimento na sua própria saúde.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar