fbpx
DicasMountain Bike

A largura ideal para o pneu da sua mountain bike

Se você quer iniciar a prática de mountain bike, já deve saber que o tipo de solo onde você pedala tem um imenso impacto no seu treino, seja aquela trilha fechada, nas descidas ou no estradão.

Para esses e outros diferentes tipos de trajetos, existem diversos pneus dentre os quais você pode escolher, entendendo a finalidade da largura que cada um tem. E ainda os tipos de cravos.

A largura ideal para o pneu da sua mountain bike

Às vezes a distinção visual é sutil, mas pode gerar uma grande diferença na sua experiência com a sua bike. As informações sobre tamanho e a largura geralmente se encontram na lateral do pneu, em que primeiro aparece o diâmetro e, depois, a largura.

Os três diâmetros mais comuns são os de 29 polegadas, 27,5 polegadas, 26 polegadas. Já em largura, as variações mais usadas se compreendem entre 1,6” e 3”.

Há ciclistas que, além de observarem essas dimensões, optam também por escolher o tubeless. Você conhece? Trata-se de um pneu que não possui câmara. Estes são recomendados para aqueles que desejam redução na pressão dos pneus e um sistema que se “veda” sozinho em caso de furos, isso é possível graças a um material liquido selante dentro do pneu. Seu uso é bem comum quando o trajeto é considerado difícil, em que a baixa pressão pode oferecer mais conforto, grip e tração ao pedalar.

Interessado? Veja tudo que precisa para converter seu sistema tradicional em um moderno sistema tubeless em nossa loja.

Pressão ideal dos pneus?

Esse é um atributo imprescindível a ser considerado. Cada pneu demanda uma pressão de ar específica; e, numa mesma bicicleta, o pneu traseiro pode ter uma abordagem distinta do dianteiro. E mais, o ciclista ainda pode ajustar a pressão de acordo com o tipo de terreno.

No pneu, o fabricante indica a pressão máxima e se não tem alguma experiência, não se preocupe. Sugerimos a experimentação como a melhor saída para achar a pressão correta.

Utilizamos o pneu da frente para fazer conversões na direção. Logo, pelo tipo de movimento que faz, é necessário que ele tenha uma boa aderência, sobretudo em curvas mais acentuadas. Em contrapartida, a roda traseira recebe a força da pedalada, por assim dizer; e acaba sendo a responsável pelo “embalo” da bicicleta e por isso muitos ciclistas gostam de pneus com melhor rolagem, ou menos cravos.

Apesar disso, são os pneus largos que têm sido a opção mais desejada. Isso porque nos últimos anos, eles têm sido projetados com diferentes composições e designs a fim de oferecer durabilidade e eficiência no rolamento.

Uma das grandes vantagens desses pneus mais largos é que eles fornecem uma experiência mais agradável aos iniciantes devido ao conforto, à estabilidade e ao potencial moderado de velocidade.

O que se recomenda, afinal, é que a experimentação do iniciante se dê gradativamente, priorizando mais a aderência do que a velocidade. À medida que você for ganhando confiança nas manobras e avançando para terrenos e declives mais desafiadores, você poderá trocar os pneus para obter mais ganhos no rolamento e subir a adrenalina da sua experiência no pedal.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar